Água Digital

Um novo conceito vem sendo apresentado de forma desafiadora e globalmente para as empresas de saneamento. Trata-se do que chamam de Água Digital ou Água 4.0.

Isso mesmo Água 4.0.

As empresas de saneamento passam a ser apoiadas agora por uma série de profissionais e empresas que fornecem tecnologias inovadoras para a gestão do fornecimento de água em uma cidade.

Não basta mais apenas ter um sistema digital de medição, gestão de ordens de serviço e cobrança mensal pelo uso da água. Não basta também apenas possuir sistemas supervisórios que informam níveis de reservatório, se uma bomba está desligada ou desligada, ou mesmo quanta água passou por um macromedidor.

O foco agora é a Água Digital. São dispositivos inteligentes espalhados pela cidade, que coletam informações continuamente e retroalimentam com informações em tempo real para sistemas baseados em inteligência artificial, que toma decisões mais rapidamente e de forma mais inteligente, em uma velocidade maior gerando uma maior eficiência na distribuição da água pela cidade.

Estas tecnologias digitais promovem a otimização da gestão dos recursos hídricos, podem proporcionar maior transparência ao sistema de distribuição de água tratada para a população e apresentam novas ferramentas para gerenciar e minimizar os vazamentos de água.

Continuar lendo
0
  76 Acessos

Links do IWA

Continuar lendo
0
  51 Acessos

Matriz do balanço hídrico

​Bem conhecida de muitos, mas segue para referência abaixo a matriz do balanço hídrico que com ela conseguimos classificar as perdas de água.

Continuar lendo
0
  44 Acessos

O que é IWA?

IWA é a abreviação de International Water Association. Trata-se de uma rede de profissionais da água

lutando por um mundo em que a água pode ser gerenciada de forma sustentável e justa.

Sempre eu ouvi falar da IWA, principalmente quando falavam de redução de perdas de água e mostravam a tradicional matriz do balanço hídrico.

Mas o mais legal aconteceu semana passada comigo, resolvi sair da minha zona de conforto, entrei no site do IWA e me associei. Foram 56 Euros. Valeu o investimento, vi que para estudantes existe um desconto.

Quando comecei a acessar o site, nossa quanta informação. Existe uma rede de profissionais na área de saneamento, que possuem um mesmo interesse em torno do assunto água. Materiais e muito mais.

Através da associação fico sabendo quais as últimas novidades, os congressos que estão para acontecer, os que aconteceram, materias técnicos, uma revista, um local de bate papo, oportunidades de emprego e grupos reunidos por especialidades. Já entrei no grupo de redução de perdas de água.

As vezes ouço alguns falarem que possuem dificuldade com a língua inglesa, mas vejo como uma oportunidade para aprimorar meu inglês com algo que gosto e ao mesmo tempo lembro dos chineses. Eles vendem e estão presentes no mundo todo, mas para minha surpresa, descobri recentemente que a maioria não fala inglês.

Foi quando tive que pedir para um chinês a impressão de um banner para colocar no stand e ele não falava nada de inglês. Tinha uma empresa familiar em uma salinha pequena com 3 impressoras grandes poderosas. Quando estive lá com ele sentei em uma cadeira e mesa de computador, de madeira, que eles mesmos tinham serrado e construído. Foi muito legal o aprendizado, conversamos pelo celular, ele digitando em chinês e eu vendo a tradução para o inglês e vice-versa. O resultado foi um banner lindo, veja na foto abaixo, o azul.

Foi aí que reforcei o que eu acreditava. A língua não é uma barreira. Hoje com as ferramentas como Google Tradutor, entre outras, posso acessar qualquer conteúdo e conversar com qualquer pessoa, basta eu ter a iniciativa e começar.

Por isso eu recomendo, se você é da área de saneamento e gosta de saneamento, associe-se ao IWA.

Continuar lendo
0
  145 Acessos

Por que alguém decide abrir o código de um sistema como fez o EPANET?

Era uma tarde de segunda-feira do dia 26 de setembro de 2016. Tinha acabado de vir de um final do EPICENTRO, com meu filho.

Estava me sentindo um pouco cansado e decidi dirigir até o hospital para ver o que poderia estar acontecendo comigo. Fui tranquilamente, acreditando que um clínico geral poderia achar alguma coisa.

Achou! Não pude acreditar quando olhei para o rosto do médico, com sua cara de espanto, ao ver o resultado dos meus exames. Ele disse que iria me internar. Informei a ele que iria para casa, morava sozinho na época, buscar meu pijama. De jeito nenhum, afirmou ele. Nós iremos arrumar uma roupa para você aqui no hospital.

Já era noite e no quarto sozinho liguei para meu pai e dei a notícia. Estava com uma doença grave, muito grave. Chorando, lembro que disse a ele que apesar da situação parecer muito difícil, que o filho dele iria enfrentar tudo de frente, sem temer nada. Mais tarde fiquei sabendo por outras pessoas que ele chegou a chorar algumas vezes.

Pelo jeito eu iria antes dele.

Logo eu que sempre dizia a todos que iria viver mais de 100 anos.

No dia seguinte, logo pela manhã, um médico veio ao quarto do hospital. Com a cabeça baixa, conversava comigo. Pois é, dizia ele. Parecia não haver esperança. Conversou, conversou e eu com os olhos arregalados ouvia-o. Ele continuava com a cabeça baixa.

Então com voz firme eu disse. Doutor, vou enfrentar isso de frente e me diga o que tenho que fazer e eu faço. Saiu, voltou mais tarde todo animado com algumas instruções. Eu tinha animado ele.

Minha namorada, de 6 meses, estava em uma viagem longa pela Europa e voltaria em 7 dias. Pelo telefone disse que assim que chegasse estaria ao meu lado. Foi difícil, mas acreditei. Quem ficaria com uma pessoa doente. Não iria reclamar se ela fosse. Estou hoje casado com ela. O amor de minha vida.

Foram os primeiros 26 dias de internação. Depois dela, uma batalha na qual toda semana batia o ponto no hospital, sempre uma complicação diferente. Depois disso, fiquei mais um mês internado e depois passei por mais 5 UTIs.

Já estava tão acostumado com a UTI que na última, disse para minha namorada, que iria tomar um banho em casa antes de ir para o hospital. Sabia que iria para UTI novamente.

No último dia de UTI os médicos me liberaram para casa, sem ter que ir para o quarto. Eu fazia brincadeiras com os médicos quando caminhava com dificuldade pelos corredores, apoiado na fisioterapeuta, fingindo que já estava bom. Eles riam.

Foram 7 meses de hospital e quase dois anos depois, de recuperação em casa. Hoje estou clinicamente curado. Não tenho mais nada, só vontade de viver. Foi um milagre, disse um dos médicos.

Mas por que digo tudo isso, e por que gastar seu precioso tempo com isso possa vir a ser importante para você?

Neste período, percebi algumas coisas.

A vida é uma coisa muito preciosa.
É curta.
Devo aproveitá-la ao máximo enquanto estou por aqui.

Percebi também enquanto estive no hospital que tudo o que construí poderia muito facilmente acabar.

Tinha desenvolvido um sistema que cadastra todas as tubulações das redes de água e consumidores de uma cidade, chamado GeoSan e tinha disponibilizado o código fonte do mesmo para alguns clientes e um parceiro de negócio, mas tudo iria provavelmente acabar. Não teria sentido a minha existência.

No hospital, liguei meu computador, peguei todo o código fonte do GeoSan e coloquei-o em um Portal Público de Software. Coloquei tudo lá, disponível para qualquer empresa de engenharia, tecnologia ou saneamento, que quisesse utilizar.

Estava feito. Fiz o mesmo que a Agência de Proteção An biental, dos Estados Unidos fez com o software de simulação hidráulica, EPANET, hoje amplamente disponível e utilizado em todo o mundo.

Naquele momento sabia muito bem o que estava fazendo e não me arrependo disso.

Na verdade, estou muito satisfeito que muitas pessoas possam usar gratuitamente o GeoSan e sei que se não estivesse mais vivo, ele ainda estaria aqui ajudando a tornar a distribuição de água mas consciente com as soluções que cria.

Depois de tudo o que passei, depois de ver a morte e o risco de o trabalho de toda a minha vida morrer comigo, eu entendi que quem cria um sistema desses sabe que só tem sentido se for amplamente utilizado.

Por isso entendo perfeitamente por que o EPANET é um sistema aberto. É uma dádiva e precisa ser usado por muitos profissionais e empresas. E eu apoio o uso de todas as ferramentas do EPANET.

Fiz recentemente uma página com informações de download e instruções do EPANET.

É um começo de informações que vou preparar para facilitar a melhoria do setor saneamento no Brasil, uma pequena contribuição para a redução das perdas de água.


Abraços

Pinheiro
WhatsApp (11) 9 9491 1068

Continuar lendo
0
  121 Acessos

Tanzania

IMG_20180713_073455 Vista da cidade

Nunca imaginávamos que um dia estaríamos na Tanzânia em DarEsSalaam. Muito menos, apresentando o GeoSan em um fórum mundial de geoprocessamento. Mas revendo isso percebo que somos movidos por um propósito, somos persistentes e determinados. As empresas saneamento precisam ter um cadastro técnico de redes de água integrado ao cadastro comercial. O GeoSan propícia isto é na forma de software livre. 

Continuar lendo
0
  684 Acessos

Serviços GeoSan

Veja os serviços que prestamos de implementação do GeoSan selecionando aqui.

Consulte a comparação entre eles selecionando aqui.

Continuar lendo
0
  478 Acessos

GeoSan na Web, reunião do Comitê Gestor GSAN/GeoSan

​Estamos trabalhando e já com resultados no funcionamento do GeoSan na Web. Podemos gerar vários tipos de mapas temáticos personalizados.

Selecione aqui para acessar a documentação online do GeoSan, que está disponibilizada no Portal do Software Público Brasileiro da Secretaria de Logística e Tecnologia da Informação do  Ministério do Planejamento, um trabalho conjunto que iniciou com a Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades.

​Nossa missão é contribuir com generosidade junto as empresas de saneamento e fornecedores das mesmas para a implementação GIS / SIG para o cadastro de redes integrado ao cadastro comercial, visando a eficiência energética e redução de perdas de água utilizando o negócio para melhorar a vida das pessoas.



Veja este caso real em que disponibilizamos mais de 1.500 indicadores de saúde com nossa nova tecnologia de mapeamento Web, agora disponível também para as empresas de saneamento registrarem seus dados de históricos e acontecimentos nas redes e consumidores.

​Realizada em Brasília na Secretaria Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério das Cidades a reunião trimestral do Comitê Gestor do GSAN/GeoSan. Nela foi apresentado o GeoSan e a disponibilização do mesmo na forma de software público/livre no Portal do Software Público Brasileiro do Ministério do Planejamento.

​Realizamos a conversão de dados de 106 mil consumidores, com o registro um a um no mapa e 1.500 Km de redes de água em 5 meses. Conseguimos muita rapidez na unificação do cadastro técnico ao comercia.

Continuar lendo
0
  901 Acessos

Priorização de ações para redução de perdas de água

Priorização de ações para redução de perdas de água

Abaixo as imagens geradas pelo Fábio Massa, estagiário em geoprocessamento, do DAE de Valinhos. Os dados foram cadastrados no GeoSan onde houve a união do cadastro técnico ao comercial e em seguida gerados mapas de calor para indicar onde estão ocorrendo a maior parte das reposições de cavalete no município. Os mapas de calor foram gerados com a integração do GeoSan com o Quantum GIS. Isto permite priorizar e definir as ações junto as redes e ramais do município.

Onde está mais escuro existem mais trocas de cavaletes. Os dados são de 2013 a 2015.

Já vimos a JICA do Japão apresentar estes mapas semelhantes em seminário da Sabesp.

b2ap3_thumbnail_20150813150100-Capturar.PNG

b2ap3_thumbnail_20150813150100-mapadecalor_repcavalete.PNG

b2ap3_thumbnail_20150813150100-mapadecalor_repcavalete-b.PNG

b2ap3_thumbnail_20150813150100-rpc.png

Continuar lendo
0
  16260 Acessos

Modelagem hidráulica aplicada no controle de pressão - Saneago - EPANET

Modelagem hidráulica aplicada no controle de pressão - Saneago - EPANET

Artigo publicado na revista Hydro em janeiro/2015. Mostra como realizaram a modelagem hidráulica com a ferramenta EPANET. Para acessar diretamente selecione aqui. Está na página 40.

 

Continuar lendo
0
  18028 Acessos

Redução de pressão pode aumentar o risco de contaminação da água

Redução de pressão pode aumentar o risco de contaminação da água

Em uma tubulação a água corre pelo sistema a uma velocidade muito alta. Se há vazamento, a água sai da tubulação, mas não permite que nada entre nela. 

Agora, se você reduz a pressão, vai haver mais espaço dentro dessa passagem e, nos lugares em que há vazamentos, essa água que sai pode voltar a entrar na tubulação, já contaminada.

Newsha Ajami
Diretora do programa Water in the West da Universidade de Stanford, California

Leia a matéria completa selecionando aqui.

Isto já é conhecido pelas empresas de saneamento no Brasil, embora não exista muita divulgação. Mas se você reparar os casos de diarreia estão aumentando, é só verificar junto aos seus conhecidos. Este aumento está diretamente relacionado as pessoas que estão em áreas nas quais está faltando água, ou seja em que a redução de pressão, que é o ideal a ser feito, causa o desabastecimento em alguns setores da cidade.

O ideal seria reduzir a pressão de forma que a água não saísse da tubulação, ou seja que não fosse formada a pressão negativa dentro do tudo, mas para isso é necessário que a empresa de saneamento possua um cadastro constantemente atualizado de suas redes e consumidores de forma integrada, para que possa realizar as simulações hidráulicas e redimensionar as redes para que haja uma equalização das pressões, antes de simplesmente reduzir a pressão na rede, que é o que geralmente está ocorrendo.

Claro isso é a situação ideal, mas as empresas de saneamento negarem-se a manter um cadastro de redes e consumidores rigidamente atualizado, isso é o problema que vem ocorrendo no Brasil em geral. Não existe uma cultura de que isso necessita ser realizado com prioridade sobre qualquer coisa, afinal qual a função de uma empresa de saneamento? Certamente não é simplesmente fornecer água jogando-a ao acaso pelas tubulações e emitir as contas para a população. A missão de uma empresa de saneamento deveria ser fornecer água de boa qualidade e de forma contínua para a população, através da rigorosa gestão de seus ativos enterrados. Esta deveria ser a missão.

A NEXUS nos últimos 8 anos aprendeu com as empresas de saneamento, visitando-as em todo o Brasil. Aprendeu com você, empresa de saneamento e aprendeu com o IPT, USP e Unicamp, onde existem profissionais muito capacitados. Foi uma união de conhecimentos que fizemos, da prática em campo com as empresas de saneamento com a teoria da academia e institutos de pesquisa. Também nossos colaboradores fizeram suas graduações e pós-graduações em instituições públicas com dinheiro e bolsas pagos pelo Governo.

Agora damos nossa retribuição para a sociedade. Disponibilizamos o GeoSan, um sistema com código aberto, o qual permite a gestão de ativos de redes, equipamentos e consumidores, com o código aberto e estamos disponíveis para o mercado junto as empresas de engenharia ou tecnologia, bem como diretamente junto as empresas de saneamento, para ajudar a implementar este sistema, o qual permitira às empresas de saneamento realizarem simulações hidráulicas e realizar a gestão das pressões nas redes com o EPANET ou outros sistemas disponíveis para aquisição junto ao mercado.

 

Continuar lendo
1
  10037 Acessos

Trabalho de SIG da SABESP

Trabalho de SIG da SABESP

Trabalho muito interessante apresentado pela SABESP. Na época nos inspiramos nele para o desenvolvimento do GeoSan. Íamos as feiras e observávamos o funcionamento do SmallWord, que surgiu em uma universidade da Inglaterra, passou por Portugal até ser adquirido pela GE.  TT_274.DOC

Continuar lendo
0
  10418 Acessos

NEXUS fecha capacitação GeoSan com Espanha

NEXUS fecha capacitação GeoSan com Espanha

A NEXUS fechou os serviços online de capacitação com a Espanha. "Iniciaremos o suporte junto ao responsável por Marin-ES, dando o total apoio para que os mesmos possam implementar o GeoSan. Estamos muito comprometidos para o sucesso de nossos parceiros e clientes. A água se tornou um fator de atenção mundial com relação a eficiência na sua administração junto as empresas de saneamento. Nós agradecemos a confiança e iremos fornecer total suporte junto aos serviços prestados. Isto só vem a provar o reconhecimento internacional que começamos a ter.", afirma José Pinheiro, sócio da NEXUS.

Continuar lendo
0
  9844 Acessos

Sexta-feira negra - desconto 50% cursos online

Sexta-feira negra - desconto 50% cursos online

Os cursos online:

NE-11 - Implementação do Geoprocessamento em Empresas de Saneamento

NE-12 - EPANET Básico

NE-16 - Instalação e Configuração do GeoSan

estão com 50% de desconto até 5/12/2014. Selecione o curso e a ícone do PagSeguro com desconto, para comprar.

Continuar lendo
0
  11013 Acessos

Plano combate a ‘água perdida’ - Bauru

Plano combate a ‘água perdida’ - Bauru

Veja a notícia http://goo.gl/aq7Gq3

O combate a perdas de água inicia-se pela gestão de ativos da empresa de saneamento. A troca de hidrômetros é muito importante, pois existem aqueles com mais de 5 anos de uso e que possuem a sua capacidade de medição prejudicada, medem menos do que o consumido pelo usuário. Alertar a população é parte disto, pois pode vir a existir um descontentamento quando a conta de água vem maior do que o esperado, mas é uma cobrança justa, pois o hidrômetro não estava medindo corretamente a água consumida.
Junto a tudo isso o cadastro integrado das redes e consumidores é essencial pois viabiliza a simulação hidráulica das pressões nas redes. O DAE de Bauru já possui um departamento de cadastro com muitas informações, necessita agora integrar este cadastro com o cadastro comercial e criar um departamento (diretoria) responsável pela gestão de perdas. Temos alguns vídeos que mostram isso (é necessário apenas estar logado no site para acessar). O link é: http://nexusbr.com/pt_br/servicos/apresentacao-nexus

Continuar lendo
0
  9149 Acessos

Sistema para cadastro de consumidores para empresas estaduais integrado ao GSAN

Sistema para cadastro de consumidores para empresas estaduais integrado ao GSAN

Com o objetivo de desenvolver um sistema que cadastre inicialmente somente os consumidores para empresas estaduais que utilizam o sistema comercial GSAN, foi lançada o início do desenvolvimento na forma de software com código aberto do GeoSan IWA - Gestão de Consumidores. O módulo de cadastro dos setores de abastecimento ou localidades/Distritos de Medição e Controle - DMCs, já está desenvolvido. Também a árvore de seleção dos layers/planos de informação.

Este sistema irá permitir empresas estaduais de saneamento que não possuem links rápidos em suas localidades, a implementarem um cadastro de consumidores com estações locais e com a integração da sincronização com o servidor em suas sedes.

Convidamos você para participar conosco deste desenvolvimento, comentando este post, colocando seus requisitos.

Para acessar o código fonte já disponibilizado selecione aqui.

Continuar lendo
0
  8662 Acessos

Mensagem de final de ano da NEXUS - venha participar conosco e crescer

Mensagem de final de ano da NEXUS - venha participar conosco e crescer

Final de ano, época de reflexão e mensagem de final de ano. Venha participar conosco na construção de novas tecnologias de geoprocessamento para empresas de saneamento em 2015. Um bom final de ano a todos e um ano de 2015 repleto de realizações.

Continuar lendo
0
  9383 Acessos

Precisamos fazer algo para levar o conhecimento para a população

Precisamos fazer algo para levar o conhecimento para a população

Marco Antônio Raupp, ex-ministro da Ciência e Tecnologia e diretor-geral do Parque Tecnológico de São José dos Campos, abriu o Seminário Inovação, organizado por Brasileiros.

Nós fazemos pesquisa no Brasil e dialogamos com as empresas de saneamento para entender as suas necessidades e estarmos criando produtos inovadores para a redução de perdas de água e eficiência energética. É o trabalho de doutores, mestres e pesquisadores na área de saneamento o qual permitiu a criação dos produtos para o cadastro de redes e consumidores para empresas de saneamento.

Nos últimos anos temos trabalhado em direção a acabar com o paternalismo do Estado achando que o governo resolve tudo. O GeoSan é uma prova disto.

A seguir o link com a matéria completa.

http://www.revistabrasileiros.com.br/2014/11/precisamos-levar-o-conhecimento-para-a-producao/#.VF8yTvnF98F

Continuar lendo
0
  10004 Acessos

GeoSan IWA - Venha participar conosco - veja vídeo

GeoSan IWA - Venha participar conosco - veja vídeo

O GeoSan IWA - Gestão de Ativos será uma ferramenta inovadora para as empresas de saneamento. Com ela além de você poder realizar toda a sua gestão de ativos integrada com o sistema comercial você irá obter indicadores para o cálculo de perdas, entre elas real e inerente. 

São cálculos mensais e anuais que auxiliarão a operação de sua empresa de saneamento, permitindo que suas ações sejam determinadas através de indicadores muito bem definidos e calculados.

Participe conosco, para isso envie um e-mail para contato [AT] nexusbr [DOT] com com o título GeoSan IWA, ou digite abaixo, a direita no chat online, o seu e-mail manifestando o seu interesse, que entraremos em contato com você.

É um sistema em construção e que já possui uma cidade em que será implementado e você pode se preparar para receber este processo de cálculo de perdas e colaborar efetivamente com esta construção do mesmo.

Neste primeiro módulo ele vai totalizar anualmente e mensalmente:

  • as ligações ativas e inativas;
  • extensões de redes;
  • volumes captados em ETAs e poços;
  • volumes micromedidos;
  • volumes não medidos através de:
    • descarga na rede;
    • limpeza de reservatórios;
    • esvaziamento de redes para reparos;
    • consumos internos das áreas de escritório e operacional;
    • fornecimento de água para combate a incêndio para corpo de bombeiros;
    • fornecimento compulsório em áreas irregulares;
    • abastecimento de eventos públicos;
    • abastecimentos por carro pipa não faturados;
  • imprecisão na estimativa do consumo diante da ausência de hidrômetros;
  • submedição de hidrômetros conforme a idade dos mesmos;
  • faixas de consumo;

Nós na NEXUS precisamos de você e aprendemos com você. Faça parte deste time. 

Continuar lendo
0
  10601 Acessos

NEXUS apresenta aplicação móvel para saneamento

NEXUS apresenta aplicação móvel para saneamento

Diretor geral do Parque Tecnológico de São José dos Campos, o ex-ministro Marco Antônio Raupp, esteve na NEXUS no dia de hoje e conheceu a nova aplicação móvel para saneamento

Com isto as empresas de saneamento e a própria população passam a poder acessar em tablets, os dados de regiões que estão em manutenção ou rodízio, com falta de água. Também é possível a localização de registros e pontos de manutenção nas redes de água.

Na oportunidade conheceu as necessidades da NEXUS e recebeu sugestões para o Centro de Desenvolvimento Tecnológico de Águas e Saneamento Ambiental - CDTASA, cuja empresa-âncora é a Sabesp. As entidades parceiras são: o Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT), a Escola Politécnica da USP, a Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e o Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA). O CDTASA se dedica ao desenvolvimento de tecnologias para saneamento ambiental e para o melhor aproveitamento de recursos hídricos.

 

 

Continuar lendo
0
  10317 Acessos